SHAKSHUKA

SHAKSHUKA

Shakshuka é uma comida viajante. Nasceu no Mediterrâneo, nas franjas do Saara, e ganhou o mundo.


A história da shakshuka é a história da Yaffa, judia líbia que cresceu em Israel e veio morar no Brasil.


Assim como a Yaffa, a shakshuka ganhou Israel e aportou em São Paulo.


Keren, filha da Yaffa, abriu o primeiro restaurante paulistano especializado na culinária judaica do norte da África.


É a tradição de uma população que viveu por séculos em países como Líbia e Tunísia. E que emigrou em meados do século passado, com a criação do estado de Israel, carregando a bagagem cutural e gastronômica.


É a cozinha da shakshuka, prato mais representativo dessa tradição: ovos escalfados em molho de tomate condimentado. Uma receita que muda de país para país, de cidade para cidade, de família para família.


É também a cozinha do hraime, da safra, do filfeltchuma. Nomes exóticos, sabores reconfortantes.


Aberto de segunda a sexta-feira, das 12h às 22h30.

MÚSICA

RODRIGO CAMPOS, ROMULO FRÓES E THIAGO FRANÇA: 3 NA RIBANCEIRA 08, 15, 22 e 29.04.24, segundas às 20h

RODRIGO CAMPOS, ROMULO FRÓES E THIAGO FRANÇA: 3 NA RIBANCEIRA

MÚSICA

JULIANA PERDIGÃO: FRAGA? 16.04.24, terça às 20h

JULIANA PERDIGÃO: FRAGA?

MÚSICA

PEDRO PASTORIZ: REPLAY 23.04.24, terça às 20h

PEDRO PASTORIZ: REPLAY