Ingressos Como apoiar

MÚSICA

SASKIA: COMO SALGAR A SALADA SEM ARDER

SASKIA: COMO SALGAR A SALADA SEM ARDER

30.04.19: terça-feira, às 20h

Pela primeira vez tocando no Centro da Terra, Saskia expressa toda a sua personalidade e irreverência em um show solo que reúne toda a sua produção musical até então. A artista de 23 anos apresenta seu trabalho sob a ótica da transição que enfrenta neste período de sua carreira como musicista independente. Prestes a lançar um álbum de inéditas pelo Natura Musical, seu show trata a vida na metrópole salpicado de letras ácidas com mistura de sonoridades eletrônicas e orgânicas.


SASKIA

Natural de Porto Alegre, é compositora, cantora, produtora musical. Já lançou suas tracks pelo grupo de artistas negros NON International, além de fazer parte da via coletividade.NÁMÍBIÀ (SP) e do coletivo TURMALINA (RS). Suas gravações lo-fi utilizam poucos recursos e intercalam linhas melancólicas de guitarra e teclado orgânicos com beats pegados eletrônicos e plásticos que transitam entre o trap, o indie e o folk. Saskia empodera-se enquanto mulher negra e periférica pela sua arte e está prestes a lançar, pelo edital Natura Musical, o seu primeiro álbum de inéditas com produção musical de Negro Leo e Ava Rocha.


FICHA TÉCNICA

Saskia: vocal, produção musical e beatmaker

MÚSICA

ONIRA: SONHAR A TEMPESTADE 23.07.24, terça às 20h

ONIRA: SONHAR A TEMPESTADE

CINEMA

A FLOR DO BURITI 24.07.24, quarta às 18h e 20h15

A FLOR DO BURITI

DANÇA

LETÍCIA SCALISE: VOCÊ AINDA QUER LUTAR COMIGO? 25 e 26.07.24, quinta e sexta às 20h

LETÍCIA SCALISE: VOCÊ AINDA QUER LUTAR COMIGO?

MÚSICA

BNEGRON CONVIDA: DABLIUEME 29.07.24, segunda às 20h

BNEGRON CONVIDA: DABLIUEME

MÚSICA

MÚSICA DE MONTAGEM: O GRITO DO ESCURO 30.07.24, terça às 20h

MÚSICA DE MONTAGEM: O GRITO DO ESCURO

CINEMA

AS LINHAS DA MINHA MÃO 31.07.24, quarta às 18h e 20h

AS LINHAS DA MINHA MÃO

CINEMA

O ESTRANHO 07.08.24, quarta às 18h e 20h

O ESTRANHO

DANÇA

CLARISSA BRAGA: MÃEPARIDA 08, 09, 15 e 16.08.24, quintas e sextas às 20h

CLARISSA BRAGA: MÃEPARIDA